13Dezembro2017

Bookmark and Share

Você está aqui: Home Notícias Fagundes Varela

Fagundes Varela

Poeta brasileiro
Biografia de Fagundes Varela:

Fagundes Varela (1841-1875) foi um poeta brasileiro. Fez parte da terceira geração de poetas românticos do Brasil.

Sua poesia além de apresentar temas sociais e políticos, desenvolveu também temas sobre a natureza e temas que falam de angústia, solidão, melancolia e desengano. É patrono da cadeira nº 11 da Academia Brasileira de Letras.

Fagundes Varela (1841-1875) nasceu na Fazenda Santa Clara, em Rio Claro, na então província do Rio de Janeiro, no dia 17 de agosto. Era filho do Magistrado Emiliano Fagundes Varela e Emília de Andrade.
 

Em 1860 iniciou sua vida em São Paulo, onde ingressou na Faculdade de Direito no Largo São Francisco. Nesse mesmo ano publica seus primeiros trabalhos literários. Participa da vida boêmia da cidade. Em 1861 publica o livro de poesias "Noturnas".

Em 1869 casa-se com a prima Maria Belisária Lambert. Da união nasceram duas filhas, Lélia e Rute. Seu terceiro filho também chamado Emiliano, não sobrevive. Fagundes leva uma vida boemia, era visto muitas vezes embriagado.

Fagundes Varela: era apaixonado pelos românticos, lia os poetas nacionais, os franceses e os ingleses.Dessas leituras surgiram as influências que sofreu de Álvares de Azevedo e de Byron.Sempre inquieto e torturado, conseguia refúgio somente junto à Natureza.

Por esse motivo, sua poesia contêm em contraste, a contemplação da vida rural e urbana, com seus vícios e, por causa deles, a amplificação do sofrimento. Mostra também uma fase com um grande espírito religioso.

Sua obra inclui: "Cantos Meridionais" (1869), "Cantos do Ermo e da Cidade" (1869), "Anchieta ou Evangelho na Selva" (1875), "Cantos Religiosos" (1878) e "Diário do Lázaro" (1880)).
Luís Nicolau Fagundes Varela morre na cidade de Niterói, no Rio de Janeiro, no dia 18 de fevereiro.

Vamos agora escutar um pequeno trabalho divulgado pela Radio Jovem Pan de São Paulo, com Comentário do poeta Álvaro Alves de Faria, direção de Nilton Travesso, arte e edição de Thiago dos Santos.

A atriz Patrícia Rizzo, apresentadora da Rádio, interpreta o Poema “Ideal” que possui uma linguagem culta que fala de um profundo amor que está distante que representa a mulher como um ser amável e bondoso,se mostra como um ser puro,inocente.

Possui características românticas: como sentimentalismo exacerbado e idealização.